terça-feira, 22 de abril de 2008

Top Ten 1988: Nick Cave and The Bad Seeds "Tender Prey"

Nicholas Edward Cave nasceu na Austrália e muito cedo o seu talento como compositor se fez notar. As suas letras possuem uma forte inspiração religiosa e são verdadeiras batalhas entre o desespero e a devoção, o amor e o ódio, a vida e a morte. Temáticas que remetem aos mais antigos blues, a grande influência artística de Cave. Com seu grande amigo Mick Harvey muda-se para Londres e funda os The Birthday Party que em 1981 gravam "Prayer´s on fire" pela editora 4AD. Clássicos como "King Ink", "Nick the stripper" e "Zoo-music girl" permitem atrair a atenção local. No final de 1983 e já sediados em Berlim, a banda resolve terminar. Um ano depois Nick Cave e Mick Harvey mudam-se para Los Angeles e formam os The Bad Seeds e pela Mute Records gravam "From her to eternity"(1984), "The firstborn is dead"(1985), o álbum de covers "Kicking against the pricks"(1986) e "Your funeral...my trial"(1986).

Durante todos estes anos os The Bad Seeds vão sofrendo alterações na sua formação e é com Mick Harvey (baixo, guitarras, xilofone e percussão), Blixa Bargeld (guitarras), Thomas Wydler (bateria), Roland Wolf (piano e órgão) e Kid Congo Powers (guitarra), que Nick Cave grava em 1988 "Tender Prey". O disco é considerado o grande clássico da obra de Nick Cave com os Bad Seeds, onde uma ainda inédita suavidade melódica se alia perfeitamente ao blues cru e torto dos lançamentos anteriores. Dele sobressaem grandes canções como é exemplo o hit “Deanna”, “Watching Alice”, “City of Refuge”, a minha preferida "Slowly Goes the Night" para além do single “The Mercy Seat”, com sua letra brilhante, narrando os últimos momentos de um condenado.

video

No dia 17 de Dezembro de 1988, há quase 20 anos, tivemos no Teatro Rivoli o final da tour de apresentação deste álbum e a sua primeira visita a Portugal. A 1ª parte foi feita pelos Mão Morta onde Adolfo Luxúria Canibal actuou vestido de pijama. Hoje, no Coliseu do Porto o Nick Cave e os renovados The Bad Seeds vão regressar para apresentar o seu 14º trabalho de estúdio e um dos discos do Ano, "Dig, Lazarus, Dig!".

Artigos relacionados: Since 1988

Sem comentários: